domingo, 12 de dezembro de 2010

Desabafo

Estou assim assim, não sei o que pensar do dia de hoje.

Quero mais, preciso de mais, mas não mereço mais.
Não sei o que fazer.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Perfeição - Utopia ou possibilidade?

Sou perfeccionista por natureza, se erro sei ver o meu erro e se não o vejo e me o  apontam também o sei assumir.
Não gosto que me chamem a atenção duas vezes pela mesma coisa, sempre fui assim em qualquer área da minha vida.
E fico extraordinariamente irritada comigo quando erro sistematicamente onde menos o quero fazer!
Foi o que aconteceu hoje mais uma vez, errei com a pessoa com quem mais quero "acertar", fico desconcertada, confundo discurso leve com a possibilidade de ir pelo caminho da brincadeira, brincadeira essa que no caso não me fica nada bem.
Se me soubesse por de castigo , já estava de castigo, talvez um pouco para sempre!
Serei capaz de atingir a perfeição sem perder a espontaniedade?
Será isto uma possibilidade ou apenas utopia de uma cabeça que acha conseguir a um tal estado de graça onde não cometa quaisquer erros?

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Voltamos aos tempos da Pide??????????

Enviaram-me isto por mail, nao queria acreditar mas senti-me na obrigação de partilhar!

"Humilhante! Irracional!


O caso conta-se em poucas palavras:

cinco membros da JCP, quatro raparigas e um rapaz, foram detidos pela PSP quando procediam à pintura de um mural na Rotunda das Olaias, em Lisboa; levados para a esquadra, foram insultados, ameaçados e... obrigados a despir-se.

Repito: obrigados a despir-se.

Estamos perante uma situação que espelha liminarmente os danos causados por 34 anos de política de direita aos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos - uma situação que mostra quão longe estamos do 25 de Abril libertador e quão perto estamos do passado que «em Abril, Abril venceu»...

E não se trata apenas de uma prática policial de desprezo pela lei, para o caso a Lei 97/88, que não só legitima a pintura de murais em locais públicos como condena o seu impedimento.

Trata-se, acima de tudo, de um comportamento policial nojento, asqueroso, abjecto, com contornos de doentia perversão.

Os que obrigaram os cinco jovens a despir-se, fizeram-no provavelmente inspirados nas práticas actualmente em voga nas prisões dos EUA no Iraque, em Guantánamo... práticas que, aliás, eram de uso corrente nas salas de interrogatório da sede da PIDE, especialmente em relação a mulheres comunistas que caíam nas garras da tenebrosa polícia política do fascismo.

A confirmar que isto anda tudo ligado...
E é contra tudo isto que lutamos todos os dias. E é contra tudo isto que a luta tem que continuar todos os dias.
Até que o nosso grito «25 de Abril sempre, fascismo nunca mais» deixe de ser necessário e seja apenas a memória de uma luta que vencemos.

Até ao triunfo definitivo de Abril, dos seus valores e dos seus ideais de liberdade e justiça social."

sábado, 11 de setembro de 2010

Um conselho...

"vai passear porque dificilmente o amor bate na porta de casa"
Valeu Célis, sábia como sempre!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

No final do dia...

.....só sobro eu e estas paredes...começo a acreditar que deixei de saber amar...será que isto se pode reaprender??

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Casa Pia - Verdade ou Consequência?

Hoje devem ser mais que muitos os post sobre o processo Casa Pia.
Não pretendo falar de factos, não pretendo falar de culpados nem de vitimas, não pretendo também falar sobre as penas aplicadas.
Apenas me interrogo, poderemos acreditar nisto?
Ao fim destes anos todos e tendo chegado ao dia em que se conheceu o veredito e depois de o ouvir, eu não consigo dizer nem consigo que me façam acreditar se os arguidos são culpados ou inocentes...como pode isto acontecer?
Sempre tenho tendencia a confiar na justiça, mas este processo tem demasiados contornos, é demasiado mediático, procuraram-se os culpados ou bodes expiatorios?
Será que alguma vez irei ter alguma certeza de que se fez justiça tanto para os arguidos como para as vitimas?
Que raio de duvida para se viver!

A musica do Fim de Semana! - A Carvalhesa!

Ta quase!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Para a Pilar, a meia leca mais linda que o Sol

A última vez que contigo festejei este dia fez hoje 3 anos, estavamos no Algarve, proporcionei-te ou pelo menos tentei o melhor dia que consegui.
Estavas contente e alegre com a tua téréré!
E se tu estavas contente eu também estava!
Fazes-me falta minha melga linda, PARABÉNS!
Não te vejo à mais de um ano e tenho muitas saudades tuas que tento guardar de forma desajeitada no meu coração e hoje permiti-me chorar e ficar triste com isso.
Chorei...
por não te puder abraçar
por não puder ver a tua alegria
por não puder estar contigo
por não ter conseguido falar contigo
Sei que não me esqueçes, sei também que se calhar quando fores grande guardarás de mim uma lembrança carinhosa, no entanto hoje eu só queria que fizesses parte da minha vida, que me sorrisses como tantas outras vezes fizeste!
Não me deixam , não me deixo!
Não impedem mas não facilitam!
Acabei por achar que talves fosse melhor assim
Mas para que nunca mas nunca duvides que estas sempre no meu coração minha meia leca cor de rosa mai linda que o sol aqui fica o meu desejo que a felicidade do mundo te chegue toda, que nunca precises de ficar triste e que sonhes, sonhes muito pois o mundo fica de outra cor quando sonhamos e quando eu for velhinha ajuda-me a sonhar, pois parece que ao longo do caminho me fui esquecendo de como isso se faz!
Até sempre filha minha não de sangue mas de coração!

sábado, 14 de agosto de 2010

Nostalgia

Saber-te comigo e ao mesmo tempo fisicamente distante, esta a tarzer-me algum sentimento de nostalgia quase a rondar a solidão.
Deve haver alguma razão para tanto desencontro
Tudo isto deve ter uma razão para acontecer
Nada mais posso fazer se não aguardar...entretanto vou andando agarrada ao telele qual teenager à espera da próxima sms..

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Um amor antigo...

De uma forma geral todas as pessoas amam nem que seja uma vez na vida, não significa no entanto que consigam viver esse amor.

Hoje reencontrei um grande amor feito de desencontros, foi com espanto que constatei que o sentimento nunca morreu.

Este amor de que eu falo aconteceu na minha vida ai pelos meus 19 , 20 anos, era um amigo querido que virou namorado, não me orgulho de dizer que o troquei pelo seu maior amigo achando que estava a fazer o que o meu coração mandava na altura e na realidade até estava.

Ao longo dos 9 anos que durou a minha relação nada pouco ou nada soube desta pessoas que respeitando a minha decisão se afastou dando-me espaço para ser feliz com a minha escolha.

Quando esta minha relação chegou ao fim, talves de forma egoista entrei em contacto com ele, acho que nessa altura precisava de alguem que me acarinhasse , me elogiasse e o que tive foi muito mais que isso, foi alguem que 9 anos passados olhou para mim com um carinho tremendo nos olhos e me disse..." à 9 anos que espero este telefone...queria dizer-te que te amo..", ali se iniciou um novo relacionamento entre nós os dois, desta vez com algumas circunstancias diferentes pois ele tinha um relacionamento do quela estava a ter dificuldades em sair, durou uns meses esta situação que acabou por me desgastar e no dia que ele me disse estou livre eu respondi..agora é tarde...mais uma vez nos separamos, desta vez para estarmos mais 10 anos sem nada saber um do outro.

Em Julho de 2008 curiosamente após um novo terminar de um relacionamento meu ele aparece sob a forma de sms, encontramos-nos uma unica vez, de novo vi o amor no seu olhar, ele disse-me que tinha um relacionamento e eu percebi que não era feliz, com medo, por pura cobardia não dei nem mais um passo na sua direcçaõ, ocasionalmente trocavamos sms , foi assim que soube que ia ter um filho e aqui fui eu que me afastei de vez.

Hoje ele reapareceu, tem um filho saudavel e vive com a mãe do filho e na segunda sms que me amndou deixou transparecer todo o grande sentimento que por mim tem, fez-me sonhar, pediu para me ver, diz que quer estar comigo, perguntei-lhe onde isso nos levaria, respondeu..." onde o coração nos mandar..", perante tamanha grandiosidade não consegui dizer não a um reencontro, alias quero este reencontro..

Que partidas nos prega esta vida que nos faz tropeçar um no outro , mas nunca quando estamos livres...é uma filha da putice...

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Porque faz hoje um ano que fui para essa terra maravilhosa...

Uma Alma do Mundo...

Sou uma Alma do mundo
Vida após vida devo ter vagueado pelos diversos continentes.
Sinto-me próxima de povos e gentes diferentes espalhadas pelos 4 cantos do mundo.
Sinto-me em casa em muitos sítios e fora dela em tantos outros...
Onde será a próxima paragem?

terça-feira, 27 de abril de 2010

Há campanhas e CAMPANHAS!




Degredo e silêncio

Desde janeiro que parti numa busca, a busca de mim, coisa nada facil no principio mas que fez de mim uma mulher melhor, renovada e diferente.
Exilei-me, calei a boca e deixei vir à superficie da pele tudo o que de bom e de mau vivi nos ultimos anos, agora mudei de pele, tal como uma cobra faz e sou outra!
Regressei do exilio , vamos voltar à escrita??
A ver vamos....

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Tu em Mim no Convento de Cristo em Tomar


Depois do sucesso alcançado nos passados dias 7 e 8 de Dezembro, na Pousada do Palácio de Estoi e no Cine-Teatro Florbela Espanca respectivamente, o Tu em Mim – a paixão para além da realidade, retoma a sua digressão nacional no dia 06 de Fevereiro, pelas 21h30 no belissímo Convento de Cristo, em Tomar.

O desafio é proporcionar ao público, uma experiência com tons de paixão e glamour para além da realidade.
Gabriel Gomes (ex-Madredeus) e Lucília Baleixo (directora artística da Companhia de Dança Contemporânea de Sintra), assinam a autoria do trabalho artístico.
O público, logo que entra, é recebido com um flute de champanhe ou mesmo de vinho.

No chão existem pétalas brancas e vermelhas.

No ar, o aroma de rosas e som suave de Maria Callas. Em simultâneo, está patente uma Exposição de Fotografia, assinada por Pedro Everett, sobre os ensaios e espectáculos já apresentados no âmbito da digressão.

Propõe-se uma atmosfera tranquila, mas intensa, como quem chega a casa de alguém. Uma mulher, já no palco, acompanhada por acordeão ao vivo, e sentada, começa a contar a sua história.

A dança, música e imagem como línguas universais, transportam o público para um ambiente idílico, porém catártico.

A história de quem amou, sofreu e no fim sobrevive por si mesma.

Um espectáculo/happenning que envolve o público do princípio ao fim do evento. Uma viagem/experiência em que provavelmente, você também se vai rever. Seja ousado, arrisque connosco!

A paixão de Tu em Mim, afinal é sua! Vai ver!

Esperamos que se emocione com a história de amor e paixão, que um dia todos nós, porventura, vivemos

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

51 Anos da Revolução Cubana!



E porque há datas que merecem ser lembradas aqui fica a minha pequena homenagem!
A 1 de Janeiro de 1959, os guerrilheiros de Fidel Castro entravam em Havana e a Revolução Cubana fazia a sua entrada na História. Nunca, ao longo deste meio século, o nome de Cuba deixaria de estar presente uma semana que fosse nas sínteses noticiosas internacionais. Amado por uns, odiado por outros, o pequeno país que desafiou o poderio dos EUA no hemisfério ocidental e levou o braço da URSS até perto da Florida é um dos mais fascinantes enigmas históricos de sempre