terça-feira, 21 de abril de 2009

Hoje...

permiti-me chorar na tua campa, nunca o tinha feito, mas hoje as emoções estavam um turbilhão dentro de mim e fui lá, apetecia-me estar contigo, e chorei como tantas outras vezes fiz no teu colo, só que hoje não senti a tua mão no meu cabelo, hoje não ouvi a tua voz , hoje era só eu e a lápide, hoje fiz de uma lapide no cemitério a minha confidente, contei-lhe as minhas mágoas e desgostos, contei-lhe o que não consigo contar a quem me pergunta se estou bem, se ando bem.
Contei-lhe como me magoam as pessoas que nã acreditam em mim
contei-lhe como me magoam os "amigos" que sempre dizem estou aqui para ti mas ao longo dos dias e semanas não têm um bocadinho para simplesmente perguntar se esta tudo bem... é certo que lhes iria mentir mas teria sabido bem ouvir
Contei-lhe sobre as minhas duvidas e incertezas sobe os tempos que estão para vir..
Basicamente falei com ela como se fosses tu, mass faltou-me ouvir a tua voz, faltaste-me lá tu..

2 comentários:

PAS[Ç]SOS disse...

Mas acredito que tenha ouvido! Quando se quer muito ouve-se. Eu acredito que ela oiça quando sinto essa necessidade de ir falar com ela. Só ela me consegue ouvir, como tantas vezes preciso. Mais ninguém!

Sandra Ramos disse...

Tambem quero acreditar que sim!